Estresse: Entenda os Sintomas e Dicas Para Te Ajudar

Estresse: Entenda os Sintomas e Dicas Para Te Ajudar

19 de abril de 2019 Sem categoria 0

Estamos abordando alguns temas importantes no blog referentes a questões e sintomas comuns frente a sociedade moderna. Já apresentamos a Ansiedade, introduzindo o tema e indicando pistas de quando deixa de ser natural. Se você ainda não leu, vale conferir como complemento.

Desta vez, pretendemos aprofundar o conhecimento sobre o estresse. Você pode não saber, mas o agente estressor é um componente natural do nosso organismo. Porém, precisa ser observado com atenção, porque, quando vivemos momentos de incerteza o corpo entende que tem necessidade de adaptação e aciona o mecanismo do estresse.

Por isso, novos projetos, empregos instáveis, relacionamentos amorosos, viagens, mil possibilidades de escolha, também causam estresse. Para entender mais sobre o tema vamos explorar sua definição e conhecer os sintomas.

O que é estresse?

É um conjunto de reações do corpo a situações de necessidade de adaptação de forma extrema. Ou seja, quando nos sentimos ameaçados, nosso corpo reage de maneira a preservar nossa vida. Esse conjunto de reações também são conhecidas como processo de “luta ou fuga”.

Isso significa que, durante a resposta ao estresse, o ritmo cardíaco aumenta, a respiração acelera, os músculos se contraem e a pressão sanguínea sobe. O estresse nos ajudava a fugir de um animal de caça, por exemplo, por isso nossos corpos são projetados para lidar com pequenas doses de estresse.  

O que acontece é que a vida moderna nos introduz desafios diários que acabam gerando, em muitas pessoas, sintomas de estresse constantes. As pressões profissionais, mídias digitais, notícias negativas e estímulos constantes de diferentes âmbitos nos forçam a viver essas repetidas doses de estresse.

Vale ressaltar que o estresse pode ter significados e intensidades diferentes para cada pessoa. Ele também pode variar de acordo com o momento que o indivíduo esteja vivendo.

Como identificar os sintomas do estresse?

O estresse pode afetar todos os aspectos da sua vida, incluindo suas emoções, comportamentos, capacidade de raciocínio e saúde física. Por isso, é importante discuti-las com o seu médico.

Para te ajudar a identifica-las, separamos alguns sintomas comuns.

Os sintomas emocionais incluem:

  • Agitação, frustração e mau-humor;
  • Sentir-se oprimido, como se estivesse perdendo o controle;
  • Ter dificuldade em relaxar e acalmar a mente;
  • Sentir-se mal consigo mesmo (baixa autoestima), solitário, sem valor e deprimido;
  • Evitar outras pessoas.

Os sintomas físicos incluem:

  • Energia baixa;
  • Dores de cabeça;
  • Estômago embrulhado, diarreia, constipação e náusea;
  • Dores musculares;
  • Dor no peito e taquicardia;
  • Insônia;
  • Resfriados e infecções frequentes;
  • Perda de desejo sexual e / ou habilidade;
  • Nervosismo e tremores, zumbidos no ouvido, mãos ou pés frios ou suados;
  • Boca seca e dificuldade para engolir.

Os sintomas cognitivos incluem:

  • Preocupação constante;
  • Pensamentos descontrolados;
  • Esquecimento e desorganização;
  • Incapacidade de se concentrar;
  • Sentimento constante de pessimismo.

O que pode ajudar a lidar com o estresse?

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o que é estresse e sabe identificar os sintomas, separamos algumas dicas para te ajudar.

1- Autopercepção:  Observe-se e entenda como e quando o seu corpo reage de maneira diferente do usual. Muitas vezes nos acostumamos com os sintomas do estresse e não agimos para voltar a um padrão de equilíbrio.

Você pode criar o hábito de, no final de cada dia, anotar em um caderno, agenda ou aplicativo, pontos sobre você mesmo e suas reações. Isso pode te ajudar a ter melhor compreensão do momento que está vivendo.

2- Encontre padrões de desequilíbrio: O exercício da autopercepção pode te ajudar a identificar padrões. Você pode notar, por exemplo, momentos chave de estresse no seu dia. Isso pode contribuir para que fique atento e se prepare para esses momentos chave.

3- Meditação ou Mindfulness: Dedicar alguns minutos de seu dia para fazer uma meditação guiada pode ser muito interessante. Existem Apps como o: Lojong,1 Minute Meditation, Sattva, 5 minutos e Medite.se em que você encontrará meditações que variam de 5 minutos a 1 hora. Esses Apps podem te ajudar a ter disciplina e estipular o hábito de parar alguns minutos do seu dia para se concentrar em seus pensamentos. Inicialmente pode ser desafiante, porém aos poucos você irá notar o impacto em seu corpo.

4- Procure ajuda de um profissional: O estresse uma condição muito séria que pode gerar adoecimento ou comprometer sua qualidade de vida. Sendo assim, não hesite em buscar apoio especializado. No blog explicamos um pouco sobre Psicoterapia, Coaching e em breve teremos outros conteúdos. O importante é você encontrar um profissional que confie.

Por fim, saiba que você não está sozinho. O estresse não tem distinção de idade, gênero ou classe social. Em uma pesquisa recente da Sul América no Brasil foi concluído que: 35,9% da geração Z (até 23 anos), 37% da geração Y (24 a 37anos), 31,6% da geração X (38 a 49 anos) e 22% dos Baby boomers (50 a 68 anos) sofrem de estresse.

Com isso em mente, o autocuidado e a busca por ajuda são os primeiros passos para combater um agravamento nos sintomas do estresse. Sem dúvida, o olhar para dentro e focar em você mesmo pode te ajudar a ter um equilíbrio sustentável em sua vida. Esperamos que o texto tenha ajudado! Até a próxima!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *